A POPULARIDADE DE LULA ESTÁ CAINDO POR TERRA

23.11.2019

 

Lula já não é mais o mesmo líder de antigamente

 

Luís Inácio Lula da Silva não é mais o líder populista do passado. Ele deixou a cadeia após a decisão do Supremo Tribunal Federal ser contrário à prisão em segunda instância.

Tão logo, em liberdade, Lula tratou de organizar os seus comícios pelo nordeste e em outras regiões do país, dizendo que iria participar ao povo o que está realmente acontecendo no Brasil. Como tática, ele tratou logo de difamar o presidente Jair Bolsonaro e sua equipe.

Nas suas primeiras exposições encima do palanque, o PT de Lula se assustou com a quantidade de pessoas que foram ouvi-lo. Inacreditável, foram à míngua de pessoas de camiseta vermelha, alguns de sindicatos, outros da Central Única dos Trabalhadores com um detalhe, sem a presença de uma representatividade política local. Estes já são os primeiros sinais de que Lula já não é o mesmo. A quantidade de pessoas presentes foi tão insignificante que a maioria dos presentes estava revoltada com o ex-presidente, não sabemos como devemos chamar isso, comício ou sei lá o quê?

A surpresa maior e até mesmo escandalosa para os comandantes do Partido dos Trabalhadores foram às vaias e as rimas despojadas pelos próprios aliados, ou ex-aliados do ex-presidente: “Lula ladrão, seu lugar é na prisão”.  

Em São Paulo, em um discurso da CUT, fica clara a insatisfação da classe em relação ao ex-presidente quando, no palanque, se escuta: não queremos um burguês entre nós, um traidor. E o povo começa mais uma vez “Lula ladrão seu lugar é na prisão”.

Se Lula pensava que ia arrastar multidões pelo país e complicar o governo de Jair Bolsonaro, engano. Ele está podendo assistir a sua impopularidade pela primeira vez, desde que foi presidente do sindicato dos metalúrgicos em São Bernardo do Campo/SP. A popularidade mudou de nome e de lugar e Jair Bolsonaro é o novo líder.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2018 © Todos os direitos reservados