O presidente da França se dirige a Amazônia como se ela fosse dos franceses "Nossa casa está queimando"

23.08.2019

 

Presidente da França, Macron, se dirigiu a Floresta Amazônica como se fosse da França. Nós brasileiros também somos contra as queimadas na NOSSA FLORESTA, mas o problema é nosso e não deles. E pelo que sabemos, a "Floresta é nossa" é brasileira. Há  uma questão de providências a serem tomadas pelo governo brasileiro. O presidente da França Macron, além de colocar uma foto da floresta amazônica desatualizada, de 1989. Jair Bolsonaro reagiu imediatamente e com toda razão. ONG's estão à míngua na floresta e verba destinada a elas parece que não são utilizadas em defesa da floresta. Essas ONG’s são fundadas por instituições internacionais, como se fossem bode expiatório. Há um interesse internacional em explorar o que está na Amazônia, e não em preservar a floresta. Uma fiscalização mais a fundo, poderá revelar o que os gringos fazem por lá.

A floresta não representa 20% do oxigênio do mundo, tudo isso é balela. Incêndios acontecem todos os anos nas fronteiras, essas queimadas são ações criminosas promovidas para desarticular o governo perante o resto do mundo, justamente, por interesses políticos e econômicos pessoais.

Como dissemos, providências urgentes precisam ser articuladas, Bolsonaro deve enviar o exército para que seja controlado o desmatamento e as queimadas. Pode ser que as próprias ONG's estejam por trás das queimadas. Oportunistas estrangeiros como o presidente da França manifestou-se de forma vulgar a respeito de uma propriedade que não lhe pertence. 

As críticas da comunidade internacional chegam de formas distorcidas, mas é bom que se saiba: A FLORESTA AMAZÔNICA É NOSSA. O pior, é que parte da imprensa brasileira contra o governo, divulgam inverdades e dão apoio, mas é uma questão de muito pouco tempo...

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2018 © Todos os direitos reservados