Tábata Amaral contraria PDT e João Doria oportunista diz que ela tem cara de PSDB

12.07.2019

 

A deputada federal Tábata Amaral contrariou o seu Partido/PDT sendo a favor da Reforma da Previdência e o governador de São Paulo, imediatamente, entrou no jogo tentando garimpar a deputada para o PSDB.

"Ela tem cara de PSDB".

Hoje, Tábata Amaral está ameaçada por um processo de expulsão, justamente, por ter agido contra as determinações do PDT, e vira alvo de cobiça de outros partidos, pois, ela foi 14ª eleita em São Paulo nas eleições do ano passado. Tábata obteve 264.450 votos, sendo eleita pela primeira vez. Mesmo assim, o PDT diz que irá abrir um procedimento na comissão de ética do partido contra Tábata Amaral e os outros sete deputados da sigla que votaram a favor da Reforma da Previdência. A decisão final caberá ao Diretório Nacional do partido, explica Carlos Lupi, presidente do PDT. "Ainda não é certo que o processo terminará em expulsão. O estatuto do PDT prevê as sanções de advertência, suspensão e expulsão.

Outro que está de olho em Tábata é o presidente do Cidadania - Roberto Freire. "Se houver oportunidade de levar Tábata para o Cidadania, vamos lutar, pois a deputada Tábata Amaral é uma grata revelação política".

Alexandre Frota, deputado pelo (PSL-SP) ironizou nas redes sociais o processo de expulsão do PDT: "Tábata Amaral, o PSL está de braços abertos para você".

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2018 © Todos os direitos reservados