Tucanos paulistas querem a saída de Aécio Neves do partido e aliados mineiros ameaçam retaliação

10.07.2019

 

Após ter sido a grande vedete da política brasileira e naturalmente, mineira, quando foi candidato à presidente, enfrentando nas urnas a ex-presidente Dilma Rousseff e obtendo 49% dos votos do eleitorado brasileiro, Aécio Neves é hoje esquecido e esquartejado pelos próprios correligionários. O diretório paulista do PSDB, por unanimidade, quer a todo custo a expulsão do mineiro do partido. Para isso, os tucanos paulistas fizeram um pedido de expulsão do deputado federal junto à Executiva Nacional do PSDB, que terá que esperar a instalação do conselho de ética da sigla para ser analisado. A briga interna entre mineiros e paulistas é intensa, e ameaças correm de um lado para o outro. Uns defendendo a permanência de Aécio, e outros querendo de vez, a expulsão do ex-senador.

 Se não fosse a gravação realizada por Joesley (JBS), provavelmente, Aécio seria o atual presidente do Brasil. 

Os integrantes do conselho de ética do PSDB foram eleitos em maio deste ano na convenção nacional do partido, mas, por questões burocráticas, o colegiado ainda não foi instalado. Segundo o vice-governador do estado do Espírito Santo Cesar Colnago, afirmou que, o código de ética vale para todos os filados e tudo será analisado à luz do estatuto. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2018 © Todos os direitos reservados