Representação contra Sérgio Moro e Deltan Dallagnol foi arquivado no Ministério Público

28.06.2019

 

A representação para instaurar sindicância contra os procuradores da força-tarefa da Lava-Jato com base em diálogos atribuídos a eles e ao ex-juiz Sérgio Moro, foram arquivadas pelo Conselho Nacional do Ministério Público, nesta quinta-feira, 27 por não haver comprovação dos elementos em relação a veracidade dos fatos. 

Segundo Orlando Rochadel Moreira, corregedor nacional do MP, "a veracidade dos elementos de prova não podem ser comprovadas, além de não ser possível verificar adulterações". "Considerando a ausência de qualquer elemento que indique materialidade de ilícito disciplinar, não cabe abertura de reclamação. 

O entendimento do Conselho do Ministério Público deve ser o mesmo entendimento em que deverá chegar o Plenário do Supremo Tribunal Federal, quando lá, forem julgar tais reclamações. 

Não há provas concretas sobre os atos, não há origem de gravações, não tem como investigar se elas foram ou não adulteradas, por isso, não há o quer julgado.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2018 © Todos os direitos reservados