Já foram confirmadas 84 mortes. Empresários da Pousada Nova Estância são encontrados

30.01.2019

 

Os corpos do empresário Márcio Mascarenhas de 74 anos, proprietário da Pousada Nova Estância, foi identificado nesta quarta-feira juntamente com o corpo de seu filho Márcio Coelho Barbosa de 43 anos. A pousada foi varrida pela lama com o rompimento da Barragem  Córrego do Feijão, na última sexta-feira (25). Márcio Mascarenhas faria 75 anos nesta quinta-feira (31).  O Corpo de Bombeiros procura pelos corpos de funcionários da pousada. A empresária e esposa de Márcio, Cleosane Coelho Mascarenhas, foi enterrado em Belo Horizonte, na terça-feira ((29). Há ainda, segundo a Defesa Civil, 276 desaparecidos, de conformidade com a relação de nomes fornecidos pela população e pela Vale, referente aos seus funcionários. 

Já foram identificados 67 corpos, num total de 84 encontrados até à noite de ontem, segundo a Polícia Militar. Já foram resgatados 192 pessoas e 391 localizados. 

Marcus Vinícius Polignano, presidente do Fórum Mineiro de Comitês de Bacias Hidrográficas, confirma a destruição dos dois córregos existentes na região.

Os políticos fizeram muito pouco para evitar os desastres como o de Mariana e de Brumadinho. Como há interesses políticos e financeiros a balança comercial falou mais alto e as vidas perdidas são apenas mais detalhe. É a maior tragédia humana da história desse país. E o que vão dizer agora, os irresponsáveis do Congresso Nacional e do Senado Federal? Além de não punir a Vale, Dilma assinou acordo de benefício para a Vale. Dilma assinou um decreto afirmando que o rompimento de barragem passava a ser considerado um desastre natural. Para o promotor de Justiça Carlos Eduardo Ferreira Pinto, o "acordo entre amigos" contribuiu para a nova tragédia que ocorreu na última sexta-feira em Brumadinho.

"Senhora ex-presidente, o acordo entre amigos que seu governo assinou com a Vale, BHP e Samarco, em 2015, extremamente benéfico às empresas, também é parte desta nova tragédia, pois a criação da Fundação Renova gerou a certeza de impunidade e a de que o crime compensa",  afirmou em uma publicação no Twitter. 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados