Procuradoria-Geral da República aguarda publicação da decisão da 2ª Turma do STF para entrar com embargos de declaração para reverte essa situação.

26.04.2018

 

A Procuradora Geral da República aguarda publicação sobre a decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal de tirar da responsabilidade do juiz Sérgio Moro trechos das delações premiadas da Odebrecht. 

Uma das possibilidades discutidas entre Dodge e seus auxiliares é entrar com embargos de declaração perante a própria turma. Dodge vê que no julgamento realizado em 2017, mas precisamente em agosto e outubro daquele ano,  foi negado por unanimidade. Por 3 votos a favor  e 2 votos contra, os ministros entenderam que os devem voltar para São Paulo. Ricardo Lewandowski, Dias Tóffoli e Gilmar Mendes, votaram à favor da retirada de Curitba.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados