3800 procuradores e juízes vão ao STF por prisão em 2ª estância

02.04.2018

 

É a maior solicitação de um grupo jurídico já visto no país, há dois dias do julgamento do HC de Lula

 

Nunca se teve notícias que um grupo jurídico recorresse ao STF de forma ofensiva em números de procuradores e juristas. 

A ideia é do ex-procurador geral da república Rodrigo Janot que subscreveu o super baixo-assinado em favor da prisão em segunda estância. O baixo-assinado será entregue hoje, nesta segunda-feira, 2, aos onze ministros do Supremo.

“Nada justifica que o STF revise o que vem decidindo no sentido de que juridicamente adequado à Constituição da República o início do cumprimento da sanção penal a partir da decisão condenatória de 2ª instância. A mudança da jurisprudência, nesse caso, implicará a liberação de inúmeros condenados, seja por crimes de corrupção, seja por delitos violentos, tais como estupro, roubo, homicídio etc”, afirma o abaixo assinado.

Até às 15 horas de domingo, 1, mais de 3,8 mil procuradores, juízes e promotores de todo o Brasil já tinha assinado o abaixo-assinado. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados