top of page
Buscar

Flávio Roscoe é homenageado pelo Instituto Mário Penna


Líder empresarial foi reconhecido pelo trabalho realizado pela FIEMG no apoio à criação de novos leitos no Instituto


"Apoiamos o Instituto Mário Penna pela qualidade de gestão da entidade. Nós doamos para mais de 600 municípios e centenas de hospitais, mas a instituição que mais recebeu doações foi esta" afirmou Flávio Roscoe, presidente da FIEMG, ao receber o título de Benfeitor do Instituto Mário Penna pelo apoio prestado ao hospital na aquisição de novos leitos. A cerimônia foi realizada no dia 14/06, no Hospital Luxemburgo, que pertence ao Instituto, respeitando todas as medidas sanitárias relacionadas à Covid-19.


"Conseguimos, por meio da mobilização dos empresários, adquirir equipamentos com o valor mais baixo do que o do mercado e isso faz com que os recursos se multipliquem", ressaltou o líder empresarial pontuando que estava aceitando a homenagem em nome da equipe da FIEMG e do setor produtivo, que se engajaram nesta nobre causa. "A comunidade empresarial entendeu a necessidade de agir e de confiar à FIEMG a gestão dos recursos que foram destinados ao combate à pandemia", afirmou Roscoe, agradecendo aos profissionais do Mário Penna. "Podemos perceber o amor e a dedicação no rosto de cada um de vocês", ressaltou.


Em 2020, a FIEMG doou R$ 4 milhões que foram investidos na ativação da ala José Rodrigo Machado Zica, no Hospital Mário Penna. Neste ano, foram mais R$ 866 mil em equipamentos de CTI, destinados ao Hospital Luxemburgo. Com estes equipamentos e apoio de outros parceiros, foi possível criar mais nove leitos de CTI e 20 enfermarias no hospital.


"A FIEMG nos aproxima ainda mais da sociedade e das nossas responsabilidades como instituição filantrópica. Só conseguimos nos tornar um dos maiores hospitais de atendimento aos pacientes com a Covid-19 porque tivemos esse importante apoio", afirmou Marco Antônio Viana Leite, diretor-presidente do Instituto Mário Penna. "É um momento muito importante na história do Instituto e só temos que agradecer pela confiança e pelo apoio ao nosso trabalho", ressaltou o gestor.


Reni Cecília Moreira, diretora técnica do Instituto Mário Penna, avalia que as doações realizadas pelo setor produtivo têm um impacto que vai além da questão pandêmica. "É uma ajuda que não é apenas para os pacientes de Covid-19. Temos uma vertente que é oncológica, que não pode parar. Desde o início da pandemia nós não deixamos de atender nem um minuto, seja aceitando novos pacientes, realizando quimioterapia ou cirurgia e o apoio do setor industrial só reforça o nosso trabalho", reforça a gestora.


Também estiveram presentes e foram homenageados por apoiarem o Instituto Mário Penna, Diego Andrade, deputado federal (PSD), Ciro Pereira, vereador e presidente da Comissão de Assuntos Internacionais da Câmara Municipal de Belo Horizonte, Laila Katina, superintendente de Relações Sindicais da FIEMG e Felipe Mota, cônsul do México.


Na frente de combate à Covid-19 - O setor produtivo, desde o início da pandemia causada pela Covid-19, vem atuando diminuir seus nos impactos na sociedade. Várias ações foram realizadas, como a doação de máscaras, álcool em gel, leitos hospitalares respiradores e capacetes Elmos.


Neste ano, a Federação está integrando os esforços da Campanha Unidos pelo Vacina, iniciada por Luíza Trajano, presidenta do Conselho de Administração do Magazine Luíza. Além de insumos para que a vacinação em Minas Gerais aconteça sem incidentes, a FIEMG, por meio de seu Conselho Estratégico, mobilizou o empresariado mineiro para a aquisição de câmaras frias, que estão sendo distribuídas para os municípios mineiros beneficiados pela campanha. As câmaras frias são essenciais para o armazenamento das vacinas contra a Covid-19 e as primeiras unidades foram entregue no início do mês de junho.

Commentaires


bottom of page