Buscar

O PROCESSO CRIMINAL DE PASADENA FOI ANULADO NA CALADA DA NOITE


O risco de impunidade aumenta a cada dia, neste país. Quando, perto do Natal, várias pessoas de férias, o processo criminal referente a refinaria de Pasadena foi anulado.

Após um escândalo vergonhoso, quando Pasadena foi adquirida da belga Astra Oil, foi realizado uma consultoria externa para saber da viabilidade ou não de adquirir empresa, fazendo parte de um plano de expansão internacional. Várias outras refinarias foram indicadas e atenderiam melhor a necessidade da estatal brasileira do que Pasadena. Obsoleta, enferrujada, chamada de "ruivinha", e sem condições para atender as necessidades brasileiras. Pasadena teria que passar por uma reforma gigantesca e o preço como base, foi apontado com as reformas já feitas. Resultado, a Petrobras pagou US$ 1,25 bilhão, ou seja, quase trinta vezes os US$ 42,5 milhões que a belga Astra Oil teria pago por ela no ano de 2005. Sete meses antes das negociações com a estatal brasileira. Em 2019, a Petrobras vende a refinaria por US$ 467 milhões, foi aí, que o Tribunal de Contas da União detectou um prejuízo de US$ 700 milhões na operação. Foram identificados na transação, propinas na Espanha, Suíça, Liechtenstein, Hong Kong e Alemanha, segundo a Operação Lava-jato. Foram identificados vários executivos da belga Astra Oil, da Petrobras, um senador da república e três operadores financeiros. Então, por que o processo foi anulado?


35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados