Buscar

Justiça nega a Samarco pedido para suspensão dos direitos dos atingidos pela Barragem do Fundão em M


Com sessão presidida pelo Desembargador Marcelo Rodrigues, a 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, negou o pedido da Samarco Mineração S.A. para suspender uma decisão liminar da juíza Marcela Oliveira Decat de Moura, da qual a Samarco conseguiu efeito suspensivo na época.

Com o indeferimento do pedido, os atingidos pelo rompimento da Barragem de Fundão, em novembro de 2015, em Mariana, a Samarco terá que liberar recursos na ordem de R$ 1.541.025,81 para a entidade. Segundo o Ministério Público de Minas Gerais, o recurso se faz necessário.

A votação foi unanime em favor dos atingidos da barragem.


35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados