Buscar

Ex-procurador-geral da república dá declarações surpreendentes e fica sem sócio


Após dar declarações de que iria assassinar o ministro Gilmar Mendes e depois iria cometer suicídio, foi a gota d'água para que Márcio Elias Rosa, seu sócio, saísse da sociedade de um escritório de advocacia montado há quatro meses.

Segundo Márcio, ele foi pego de surpresa com as declarações do ex-procurador. E, com certeza, para não ver os negócios irem por água abaixo, resolveu deixar a sociedade com Janot.

Não se sabe bem ao certo do porque das declarações de Janot, O ex-procurador pode ter tentado uma jogada de marketing para vender seu livro, só que se deu muito mal.

Gilmar Mendes solicitou ao STF que retirasse o porte de arma de Rodrigo e que ele fosse fazer um tratamento psiquiátrico. Lógico que o ministro aproveitou para dar umas alfinetadas, pois, diante da razão, ele não iria deixar por menos.

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados