Buscar

Dois produtores de Morango de Pouso Alegre/Sul de Minas, receberão distintivo livre de agrotóxico


A plantação de morango já é uma realidade no Sul do estado de Minas Gerais, há muitas décadas, mas a cada ano, o produtor vem se aperfeiçoando. O morango é um dos alimentos que mais emprega agrotóxicos em sua produção. Mas, os agricultores tem mudado seu foco e alguns tem a preocupação com a saúde dos consumidores e trabalham na condição de sem agrotóxico. Quatro produtores de Pouso Alegre/Sul do Estado, receberam os primeiros atestados do Programa de Certificação de Produtos Agropecuários e Agroindustriais (Certifica Minas). Clemilson Assis de Oliveira, Márcio Pereira Tosta, Reinaldo José Pereira e Carlos Rozimir Pereira. Dois deles, Carlos Rozimir e Reinaldo Pereira , deverão receber o selo SAT (Sem agrotóxico).

Pouso Alegre produz 98 mil toneladas de morango ao ano, que responde a 84% da produção mineira que hoje está em 116 mil toneladas, de acordo com a Emater.

Carlos Rozimir está muito empolgado com a conquista do selo. "Ficamos sabendo ontem (na quinta-feira) (18), que a análise de nosso produto foi negativa quanto à presença de agrotóxicos e estou ansioso para saber quando receberemos o SAT".

Essa é uma cultura que vem na maioria das vezes de pai para filho. No Sul de Minas, vários agricultores tem uma família envolvida na plantação do morango. Nesta época, há um aumento considerável de receita nos municípios onde acontece a produção. A plantação de morango começa em Pouso Alegre e vai até Estiva, Cambuí, Camanducaia, Itapeva e Extrema, sempre ao redor da rodovia Fernão Dias.


35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados