Buscar

Já foram confirmadas 84 mortes. Empresários da Pousada Nova Estância são encontrados


Os corpos do empresário Márcio Mascarenhas de 74 anos, proprietário da Pousada Nova Estância, foi identificado nesta quarta-feira juntamente com o corpo de seu filho Márcio Coelho Barbosa de 43 anos. A pousada foi varrida pela lama com o rompimento da Barragem Córrego do Feijão, na última sexta-feira (25). Márcio Mascarenhas faria 75 anos nesta quinta-feira (31). O Corpo de Bombeiros procura pelos corpos de funcionários da pousada. A empresária e esposa de Márcio, Cleosane Coelho Mascarenhas, foi enterrado em Belo Horizonte, na terça-feira ((29). Há ainda, segundo a Defesa Civil, 276 desaparecidos, de conformidade com a relação de nomes fornecidos pela população e pela Vale, referente aos seus funcionários.

Já foram identificados 67 corpos, num total de 84 encontrados até à noite de ontem, segundo a Polícia Militar. Já foram resgatados 192 pessoas e 391 localizados.

Marcus Vinícius Polignano, presidente do Fórum Mineiro de Comitês de Bacias Hidrográficas, confirma a destruição dos dois córregos existentes na região.

Os políticos fizeram muito pouco para evitar os desastres como o de Mariana e de Brumadinho. Como há interesses políticos e financeiros a balança comercial falou mais alto e as vidas perdidas são apenas mais detalhe. É a maior tragédia humana da história desse país. E o que vão dizer agora, os irresponsáveis do Congresso Nacional e do Senado Federal? Além de não punir a Vale, Dilma assinou acordo de benefício para a Vale. Dilma assinou um decreto afirmando que o rompimento de barragem passava a ser considerado um desastre natural. Para o promotor de Justiça Carlos Eduardo Ferreira Pinto, o "acordo entre amigos" contribuiu para a nova tragédia que ocorreu na última sexta-feira em Brumadinho.

"Senhora ex-presidente, o acordo entre amigos que seu governo assinou com a Vale, BHP e Samarco, em 2015, extremamente benéfico às empresas, também é parte desta nova tragédia, pois a criação da Fundação Renova gerou a certeza de impunidade e a de que o crime compensa", afirmou em uma publicação no Twitter.


35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados