Buscar

Está chegando a hora de Nicolás Maduro prestar contas com o seu povo


A queda do ditador venezuelano Nicolás Maduro está chegando. É uma questão de muito pouco tempo. Se Maduro não renunciar nos próximos dias, terá que sair pela porta dos fundos o que pode lhe custar a própria vida. Já há especulações de países como a Rússia sobre a permanência de Maduro no poder. Maduro, caso renuncie, poderá ter asilo político em Moscou. Hoje, mais de 50 países ao redor do mundo não reconhece Maduro como o novo presidente venezuelano. Entre eles, estão, Brasil, Canadá, Estados Unidos, Alemanha e França que reconheceram Juan Guaidó, como presidente interino da Venezuela. A oposição aumenta a cada dia e foi concedida uma anistia aos militares que deixassem de apoiar o ditador. A oposição cresce a cada dia e milhares de pessoas vão às ruas todos os dias pedindo a renúncia de Nicolás. O povo não reconhece às eleições manipuladas que reelegeram o presidente para um novo mandato até 2025. Uma intervenção militar externa é muito pouco provável, o quadro pode evoluir para uma guerra civil. O presidente venezuelano rompeu as relações diplomáticas com os Estados Unidos e deu 72 horas para os diplomatas americanos deixarem o país. O envio de tropas americanas para proteger as embaixadas pode ser um pretexto. Sanções econômicas e a interrupção de compra do petróleo venezuelano pelos americanos pode causar uma miséria ainda maior no país. O roubo, a fome e a miséria é o retrato da Venezuela de hoje, além da mortalidade infantil.


35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados