Buscar

Sob pressão Romeu Zema readmite funcionários comissionados e veta 8 proposta de lei aprovadas na Ass


O Governador Romeu Zema, eleito em outubro com mais de 60% da preferência dos mineiros, sob pressão, voltou atrás e readmitiu mais de 80 funcionários comissionados.

Zema reconsiderou e voltou atrás na readmissão de 28 pessoas na Advoacia Geral do Estado, 18 pessoas na Ouvidoria Geral, 15 pessoas na Secretaria de Planejamento e Gestão, 9 pessoas na Controladoria-Geral do Estado, 5 pessoas na Junta Comercial, 2 pessoas na Casa Civil, 2 pessoas na Educação e 1 pessoa no Turismo.

Quanto aos vetos, o governador cita falta de verbas para atender às solicitações, como projetos que tratavam de Associações de socorro mútuo, doação de imóvel e uma medida que estabelece diretrizes para prevenção do diabetes em crianças matriculadas nas escolas.

O governador coloca a insuficiência financeira do estado para barrar vários projetos. “O estabelecimento de prazo prescricional de três anos, sem o devido planejamento e estruturação, é insuficiente para que os órgãos efetivem a constituição de créditos não tributários estaduais, cujo valor estimado alcança um montante de R$ 2.286.526.441,06”, justifica. Segundo o governador, 64% do montante restaria prejudicado e, só na Fundação Estadual do Meio Ambiente, o prejuízo seria de R$ 14,9 milhões.

O certo é que o governador está numa sinuca de bico. "Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come". O Estado de Minas Gerais está com um rombo de 30 bilhões e não se sabe ainda por onde começar a gerar dinheiro para realização de das obras paralisadas na saúde e outros setores como a manutenção das estradas. O governo deve privatizar várias estatais como forma de geração de verba, principalmente, onde há cargos onde o governo disponibilizará para as novas administradoras que arrematarem tais estatais. Romeu Zema, sempre colocou em sua campanha tais privatizações, só não foram reveladas ainda quais estatais estão na mira do governo. Zema também deve leiloar vários imóveis do estado que estão parados e sem manutenção.

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados