Buscar

Brasil já é considerado como favorito pela imprensa internacional e tem 82% dos torcedores argentino


A seleção brasileira vem jogando um futebol calculista que tem surtido um grande efeito no mundo da bola. Começou com um empate diante da Suíça, o que gerou muita desconfiança com o resultado do primeiro jogo da competição. Não que tenha jogado mal, mas poderia ter sido melhor pelo plantel que tem. Mas Copa do Mundo é Copa do Mundo. É diferente, é uma competição única em que todos os holofotes do planeta estão focados nela. É o creme do sorvete, a cauda do doce de figo, enfim, é o suprassumo do esporte mundial.

Em qualquer Copa do Mundo o Brasil é considerado favorito pela imprensa mundial e pelos concorrentes na competição. Mas não é bem assim. Isso é tradição, mas não lógica. Mas a seleção que está na Copa da Rússia é realmente candidata a mais um título mundial, o sexto da nossa história. É uma seleção abarrotada de grandes valores e craques do futebol atual. De Álisson a Neymar, a seleção brasileira tem cara de "hexa campeã do mundo". Com vitórias por 2 x 0 contra Costa Rica, Sérvia e México, coloca-se definitivamente, como real candidata a mais um título mundial. E este ano, com um diferencial no continente sul americano. Os argentinos na sua maioria, querem e estão torcendo para a seleção brasileira. Foi feito uma pesquisa no país vizinho e, 82% dos entrevistados na Argentina, querem a vitória brasileira. É salutar, é lógico, é patriotismo regional. Não poderia ser diferente! Temos que concentrar em mais um título para o continente sul americano e não deixar que o título fique na Europa! Até Diego Maradona em uma entrevista, falou. "Eu sou mais Brasil", é o mais forte candidato ao título.

O Brasil enfrenta a Bélgica que venceu o Japão no último minuto, após estar perdendo o jogo por 2 x 0, virou para 3 x 2, aos 49 minutos do segundo tempo.

Que venha a Bélgica!!!!

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados