Buscar

Já são 78 recursos da defesa de Lula no caso do Triplex do Guarujá


Mesmo já fora de cena, a defesa de Lula não cansa de entrar com recursos em cima de recursos para tentar mostrar a inocência do ex-presidente e tentar libertá-lo de todas às formas. Os recursos começaram em fevereiro de 2016 e até o dia 28/06, já somavam 78 no total. Em 1ª ou 2ª Instâncias, ou no STJ ou STF. O negócio é ver onde há uma brecha para poder elaborar o recurso. É tentar mobilizar a justiça em favor do ex-presidente.

Lula foi condenado por ter recebido propina da OAS e da Odebrecht (Construtora), no caso do Triplex do Guarujá. Lula foi condenado a 12 anos e 1 mês. Mas essa pena pode ser somada a outros processos que estão em fase testemunhal, caso o ex-presidente seja condenado.

Já estão se consolidando na 1ª Instância em Curitiba o caso do "Sítio de Atibaia", que Lula nega ser dele. As testemunhas que lá trabalhavam e várias pessoas que serviram às obras do sítio, afirmam que o sítio é do ex-presidente, inclusive, com a presença constante de dona Marisa no sítio, hoje falecida. Lula tem mais 6 inquéritos contra ele a serem julgados ainda em Curitiba e Brasília.

Outro fator preponderante na defesa de Lula, é para que ele não seja incluído como inelegível. Mas, a Constituição é clara: condenado em 2ª Instância está automaticamente inelegível, incluído na Lei do "Ficha Limpa".

Na sexta-feira passada, a defesa do ex-presidente entrou com uma reclamação que foi negado pelo juiz Alexandre de Moraes e o habeas corpus que foi negado pelo plenário do STF (Supremo Tribunal Federal).


35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados