Buscar

PT encerra parceria com o MDB em Minas e Dilma é confirmada como candidata ao Senado


Não há mais parceria entre MDB e PT em Minas Gerais. O PT abriu mão da parceria para confirmar a candidatura de Dilma Rousseff ao senado. Sendo assim, as negociações para retirada de Impeachment do Governador Fernando Pimentel estão fora de cogitação. Basta saber como irá evoluir o processo de Impeachment do atual governador.

O PT resolveu encarar nas urnas o presidente da Assembleia Adalclever Lopes. O nome de Dilma já foi usado em cartazes e fôlders espalhados na estreia do filma "O Progresso" que mostra os bastidores do Impeachment da ex-presidente.

“Não tem mais nenhum tipo de possibilidade de acordo. Eles querem manter o processo de impeachment só para aumentar o desgaste do governo. Sabem que não tem força para aprovar”, disse Pimentel.

Pimentel precisará de 26 votos para se livrar do Impeachment, e está negociando com novos aliados retaliando os velhos e concedendo cargos aos novos partidos em negociação com o PT.

A situação do petista é muito complicada, pois vem de um governo fraco, proveniente de uma administração que deixou à desejar durante todo o seu mandato. Sem falar em MDB, o petista tem pela frente seu maior adversário nas urnas "Antonio Anastasia" que, vem fazendo alianças com vários partidos para alavancar sua campanha. Com certeza, o maior adversário ao cargo de governador do estado de Minas Gerais.

Quanto a DIlma Rousseff como candidata a senadora por Minas, ainda é uma incógnita, pois não se sabe quem serão seus adversários nas urnas a se candidatar a uma vaga senado. Mas deve sofrer muitas críticas em decorrência da situação econômica e política em que deixou o Brasil.

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados