Buscar

MDB de Minas se sente traído e deve deixar aliança com o PT e deve lançar candidatura própria


A maioria dos deputados do MDB de Minas já estão de saída do governo. A aliança com Fernando Pimentel está chegando ao fim. O MDB mineiro quer definir por uma candidatura própria. O MDB é o partido de principal aliança com o governo de Minas. Com essa medida e com o pedido de Impeachement do governador, será difícil ele se manter no cargo até o final do seu mandato.

O MDB perdeu Rodrigo Pacheco por não concordar com a aliança e o apoio ao atual governo nas próximas eleições. Pacheco se filiou ao DEM e é candidato ao governo de MInas.

Com a vinda de Dilma Rousseff como candidata ao senado por Minas, houve um movimento do MDB contra a situação imposta, pois o presidente da Assembleia Mineira, o deputado Adalclever Lopes tinha a intenção de ser o candidato ao senado apoiado pelo governador. Antonio Andrade vice-governador e atual presidente do MDB de Minas, é a favor de uma candidatura própria. “O que eu queria era que o partido tivesse candidatura própria e ele vai ter. O nome não discutimos hoje”, disse Andrade. “Me parecia um golpe mas ficou claro, uma vez que todos queriam candidatura própria, que não é golpe de forma nenhuma. Ficou bem claro que o MDB não caminha mais com Pimentel. O Pimentel não é governador pelo MDB”. O vice-governador fala sobre a mudança na data das prévias.

Com o andar da carruagem, parece que o aliança de muitos anos será desfeita e a vida do atual governador fica mais difícil para se manter no poder.