Buscar

Após ser adiado por várias vezes, foi confirmado para 21 de junho o interrogatório do ex-presidente


Para complicar ainda mais a vida do ex-presidente, foi marcado para o dia 21 de junho o interrogatório de Luis Inácio Lula da Silva no processo "Operação Zelotes" que irá apurar irregularidades na compra de caças suecos no Governo Dilma Rousseff.

A compra de 36 caças suecos com a aprovação do Congresso Nacional foi denunciada pelo Ministério Público Federal. Os crimes teriam sido praticados em 2013 e 2015. A pergunta é: Por quê o ex-presidente teria beneficiado empresas junto ao Governo Dilma Rousseff?

O ex-presidente nega todas às acusações e disse nunca ter participado e nem mesmo influenciado na compra e nem em aprovações de medidas provisórias em qualquer processo que seja.

O interrogatório não tem ainda local definido, marcado para às 9:00 horas da manhã. Serão ouvidos também o lobista Mauro Marcondes e Cristina Mautoni, além de Luis Cláudio Lula da Silva (filho do ex-presidente).

O prazo foi marcado baseado no prazo estipulado pelo TRF-1, que determinou o interrogatório após serem ouvidas todas ás testemunhas que estão no exterior.


35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados