Buscar

Prefeitura de Varginha intensifica ações na região do bairro Centenário, onde foram localizados dois


A Prefeitura de Varginha, por meio do setor de vigilância ambiental, de zoonoses e epidemiologia, intensificou as ações de combate ao Aedes Aegypti na região do bairro Centenário, onde foram localizados dois macacos mortos no início desta semana, sob a suspeita de Febre Amarela. Os animais já foram encaminhados à Funed, em Belo Horizonte, onde passarão por exames que constatarão ou não a doença.do encarregado do setor de vigilância ambiental, Donizeti

Segundo explicações do encarregado do setor de Vigilância Ambiental, José Donizete de Souza, as áreas onde foram encontrados os macacos, foram isoladas, uma próxima da Copasa e outra em uma área de preservação ambiental, próxima do Parque Centenário, foram isoladas e agentes do setor estão no local fazendo a varredura na busca de possíveis focos, coletando as larvas para análise e realizando o tratamento para eliminação e equipes da zoonoses estão percorrendo a mata na busca de outros animais mortos. .

Orientação à população

No sábado os agentes de saúde estão no bairro Centenários e adjacências percorrendo as residências, porta a porta, com o objetivo de saber quantas pessoas já receberam a vacina da Febre Amarela, para então repassarem as coordenadoras das unidades de saúde.

Lira

A Prefeitura de Varginha, por meio do Setor de Vigilância Ambiental, realizou nos dias 08, 09 e 10 deste mês, o primeiro LIRAa – Levantamento de Índice Rápido de Aedes Aegypti do ano de 2018, que é realizado em todo território nacional, em cidades com índice de infestação com mais de 2 (dois) mil imóveis.

No total geral, foram encontrados 105 focos do mosquito Aedes Aegypti, e 20 focos do Aedes Albopictus sendo que os Bairros Jardim Sion, Centenário e Três Bicas foram os mais infestados.

No total geral, foram encontrados 105 focos do mosquito Aedes Aegypti, e 20 focos do Aedes Albopictus sendo que os Bairros Jardim Sion, Centenário e Três Bicas foram os mais infestados. Também houve classificação dos recipientes mais comuns em possuírem focos como tambores, vasilhas de plásticos, vasos de plantas e latas.

Vacina

Þ A vacina contra a Febre Amarela está disponível em todas as Unidades de Saúde que realizam vacina, é gratuita e faz parte do calendário básico (de 9 meses a 59 anos);
Þ Quem ainda não vacinou, procurar a Unidade de Saúde mais próxima de sua casa, levando a Carteira de Vacina;
Þ Pessoas que vão viajar para onde há casos da doença em humanos ou circulação do vírus entre animais (macacos), e para as áreas internacionais, a vacina deve ser administrada com dez dias de antecedência para que o organismo tenha tempo de produzir anticorpos. Para as viagens internacionais é necessário o registro da vacina contra Febre Amarela no Certificado Internacional de Vacinação, que pode ser solicitado na Policlínica Central das 07:30 às 12:3O.
Þ Todas as dúvidas em relação a vacina poderão ser esclarecidas nas Unidades de Saúde do município;


35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados