Buscar

Marcelo Odebrecht deixa prisão em Curitiba hoje às 12:40


O empresário e ex-presidente do Grupo Odebrecht foi solto hoje pela manhã com uma tornozeleira eletrônica, a qual permanecerá em prisão domiciliar. Marcelo ficou dois anos e meio preso em Curitiba e ficará em prisão domiciliar na sua casa no Morumbi em São Paulo. Ele tem pena de dez anos de reclusão. Deixou Curitiba em seu jato particular rumo a capital paulista.

Em sua casa ele poderá receber visitas de apenas 15 pessoas contando com o seu advogado. Não há hora para visitação e nem quantidades de visitas estipuladas.

Somadas condenações de Marcelo em apenas dois processos chegam a 28 anos e meio de reclusão e foram reduzidas a 10 anos, após fazer acordo de delação premiada.

Ficará em prisão domiciliar por mais dois anos e meio e depois em regime semi-aberto, também pelo mesmo período.

As multas da empresa foram estipuladas em 73,3 milhões de reais e Marcelo não poderá assumir cargo algum na empresa. E em nenhuma outra.

Nabor Bulhões, advogado de Marcelo disse a imprensa "Marcelo a partir do momento em que resolveu - como opção existencial - colaborar, se preocupou basicamente com duas coisas: primeiro, com a progressão de regime, voltar ao convívio familiar.

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados