Buscar

Geraldo Alkimin deve ser o novo presidente do PSDB


O partido mais desunido do Brasil em toda sua existência, deve ter um final feliz, após desistência de Tasso e Marconi Perillo a presidência do partido com o dedo de Fernando Henrique Cardoso para que Alkimin, seja o presidente do partido.

Após várias respostas negativas para assumir a presidência do PSDB, Geraldo Alkimin viu que pode agora, ser o grande apaziguador dos tucanos. Na verdade, uma imposição por parte do presidente de honra do partido. Cardoso vê em Alkimin, na atual conjuntura, a saída para os tucanos saírem desta crise e do governo de Michel Temer. Para Geraldo Alkimin, nem deveria ter entrado no governo. Poderia apoiar o que é bom para o país, sem estar no ministério.

O PSDB, desde as desavenças com o mineiro Aécio Neves, vem passando por uma crise política. Uns querem uma coisa e outros querem outra. Como é um partido que governa a maioria dos brasileiros e tem na atualidade, os políticos mais fortes que bateram de frente com o PT, numa feito político histórico, pois, venceu o PT em 99% dos municípios em que disputou as prefeituras pelo país, tem políticos competentes em seus redutos políticos. Daí a crise política interna tucana.

Geraldo Alkimin deve ser o candidato a presidência da república, até mesmo porque, agora, Doria viu que o nome do governador de São Paulo, é forte e tem o apoio da maioria dos políticos eleitos no partido Brasil à fora, e é um candidato fortíssimo a ser eleito o próximo presidente do Brasil.


35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados