Buscar

Aécio destitui Tasso. PSDB vive maior crise de sua existência


O Presidente do PSDB senador Aécio Neves, destitui ontem o seu "amigo", Tasso Jereissati (Também Senador), do cargo de presidente interino do partido.

Segundo Aécio, ele tomou essa decisão, porque o senador do Ceará lançou sua candidatura para presidente do PSDB em 9 de dezembro. Aécio achou que ficaria uma disputa desigual e colocou em seu lugar Alberto Goldman.

Goldman assumiu a presidência interina do partido falando em equilíbrio. O PSDB nunca viveu um desentendimento interno, tão grande, como estamos presenciando agora. Para piorar a situação, Fernando Henrique Cardoso, resolveu apimentar mais ainda a guerra interna ao dar uma entrevista dizendo "O PSDB precisa deixar o governo para não se tornar coadjuvante nas eleições de 2018". Todos nós sabemos que uma das vozes mais respeitadas dos tucanos é a do ex-presidente. Uma revelação como essa nas condições em que o partido se encontra, é uma granada jogada internamente no salão do partido.

O PSDB é o partido que talvez tenha a maior condição de ganhar às eleições em 2018. Tem vários candidatos em condições para substituir o atual presidente. Geraldo Alkimin é um deles. Muito bem cotado para ser o candidato a presidente e o mais experiente de todos eles.

Como ficará o partido e qual será a executiva nacional eleita em 9 de dezembro? Só assim, saberemos que rumo os tucanos irão tomar.

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados