Buscar

Aécio Neves sofre pressão do PSDB para deixar a presidência do partido


O PSDB vem pressionando o Senador Aécio Neves para que peça renúncia da presidência do partido. Aécio Neves, foi citado na delação de Joesley Batista, através de uma gravação em que o senador pedi a Joesley 2 milhões de reais. Foi afastado das funções de parlamentar, por duas vezes. Na segunda vez, o Plenário derrubou a medida do STF, devolvendo-lhe o mandato.

A briga agora, é dentro do PSDB. A maioria dos parlamentares tucanos pedem a saída de Aécio da presidência, por achar que a imagem do senador, neste momento, vem denegrir a imagem dos tucanos.

Mediante a pressão sofrida na presidência interina do partido, Tasso Jereissati, foi a São Paulo para conversar com Geraldo Alkimin e Fernando Henrique Cardoso sobre a situação atual e as solicitações dos demais parlamentares tucanos.

Na semana passada, Jereissati se reuniu com Aécio e colocou a ele a condição de renunciar da presidência. " O Senador Aécio tem toda consciência da crise que nós vivemos, da crise a qual o partido vive, tem consciência dos deveres dele com o país, dos deveres dele com o partido, e ele mesmo irá fazer a avaliação de todos esses acontecimentos".

Enquanto isso, o PSDB está dividido sobre a questão.

Para João Dória e Pirillo (Governador de Goiás), afirmam que Aécio está licenciado e que as eleições internas do partido, estão marcadas não havendo uma segunda via.


35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados