Buscar

Um depoimento sem alterações no quadro processual. Apenas os ataques ao companheiro Palocci


Logo após o depoimento de Antonio Palocci, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva realizou seu depoimento em Curitiba. Chamou Palocci de calculista, mentiroso e simulador.

"Eu conheço bem o Palocci. Se Não fosse um ser humano seria um simulador. Ele é tão esperto que é capaz de simular uma mentira mais verdadeira que a verdade. É médico calculista e frio". Assim, foi o tratamento de Lula em relação a Palocci, ontem em Curitiba.

Lula atacou Palocci em todo o seu depoimento, negou uma mensagem eletrônica que foi questionada por duas vezes, pelo juiz Sérgio Moro. Negou as declarações de Em[ilo Odebrecht, mas disse que: "É um dos maiores empresários que eu respeito neste país". Negou também a reunião no Palácio do Planalto com Emílio e Palocci para discutir a manutenção de um fundo que teria sido criado pela empresa e que estaria à disposição de Lula e do PT quando ele deixasse a presidência.

Agora, não é mais amizade, é desfaçatez. Lula mudou de tom várias vezes em seu depoimento. Afirmou que Palocci estabeleceu relações com o empresariado e quer jogar a responsabilidade nas costas dele.

"O depoimento do Palocci foi uma coisa quase que cinematográfica feita por um roteirista da Globo. A única coisa que tem de verdade na delação de Palocci é ele dizer que quer os benefícios da delação. E desbloquear um pouco do dinheiro deles que vocês bloquearam".

O depoimento realizado no dia 13 de setembro, não provou inocência e nem mudou o quadro dos depoimentos anteriores. OA representante do Ministério Público perguntou a Lula sobre o apartamento de São Bernardo do Campo. Lula afirmou que quem pagava o aluguel do apartamento era ele. Então, ele lhe perguntou se ele tem os recibos de aluguel pagos por ele. Lula disse simplesmente "deve ter". "Nunca foi me solicitado e acho que nem aos meus advogados. Mas devo ter guardado". Foi questionado sobre a sua declaração de imposto de renda, referente aos alugueis.

Lula negou todas as acusações que o envolvem no depoimento, mas não provou nada documentalmente. Negou até uma mensagem eletrônica apresentada pelo juiz.


35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados