Buscar

Marcelo Miller está na mira de Rodrigo Janot


Segundo Rodrigo Janot, Procurador Geral da República, Marcelo Miller tem contra ele, vários e-mails que o condenam e comprovam que ele instruiu Joesley Batista no processo de leniência quando ainda estava na Procuradoria Geral da República. Por isso, Janot sustenta o pedido de prisão. Foi investigado pela PGR que a advogada Esther Flesh que trabalha no escritório de advocacia Trench, Rossi, Watanabe, trocava e-mails com Marcelo. O ex-procurador, foi contratado pelo escritório para trabalhar no acordo de leniência da J&F.

Em alguns e-mails, segundo Janot, há uma cobrança de honorários no caso de sucesso no pedido de delação e leniência da J&F. Os e-mails são datados de fevereiro e março de 2017. O pedido de exoneração foi feito por Marcelo em 23 de fevereiro, mas só foi concluído em 05 abril de 2017. É acusado também de filtrar informações e ajustar depoimentos e declarações a favor de terceiros. Há uma citação do nome de José Eduardo Cardozo e Marco Aurélio Carvalho, sócio do ex-ministro da justiça.

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados