Buscar

Aécio Neves volta ao senado após afastamento por ordem judicial


Aécio Neves chegou ao senado um pouco antes das 12 horas e cercado por fotógrafos e jornalistas, educadamente, disse que faria um discurso logo após o almoço com a bancada do PSDB e em seguida, falaria com o pessoal da imprensa.

Com um discurso raso e humilde, disse que foi vítima de um charlatão réu confesso, que se fosse preso teria mais de 2000 anos de prisão pelos crimes que cometeu.

Aécio Neves, se desculpou pelo palavreado usado nas ligações apresentadas a justiça por Joesley Batista, dizendo que não faz parte do seu vocabulário cotidiano.

Aécio Neves, também negou qualquer crime por corrupção e apropriação de dinheiro público. Afirmando que os valores citados foram referentes a um empréstimo e venda de um apartamento a Joesley Batista. Que nunca tentou obstruir às investigações da Lava-Jato, como foi citado.

O PSDB não se pronunciou sobre posição do partido em relação ao senador. Tasso deverá falar a imprensa sobre a aceitação ou não do PSDB em relação a Aécio Neves.

Finalizando, Neves defendeu o governo, dando apoio irrestrito a Michel Temer.

Ele foi afastado por Edson Fachin, tão logo, o ministro recebeu as gravações realizadas por Joesley.


35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados