Buscar

Wesley e Joesley Batista podem estar a caminho da prisão


A CVM está investigando se houve má intensão por parte dos irmãos Joesley e Wesley Batista, pois, os dois podem ter sido beneficiados por operações cambiais realizadas às vésperas de estourar os escândalos em suas próprias delações. O dólar teve uma valorização de 8,62%.

Os irmãos fecharam um acordo de delação premiada com a justiça brasileira, sem ao menos estarem indiciados, e tinham consciência de que a bomba revelada por eles iria ser revelada no dia seguinte.

Estranhamente, os dois irmãos foram liberados liberados pela justiça, inclusive para viajar ao exterior, onde os dois estão residindo hoje. Há cinco processos para investigar o grupo e após às declarações dos irmãos Batista, o governo fechou a torneira de benefícios à suas empresas e mandou apurar todos os créditos inadimplentes o qual foram favorecidos as empresas JBS e J&F, mais às dívidas públicas das duas empresas (INSS, BNDES).

Admitirmos que o Brasil passa pelo processo da operação Lava-Jato com vários políticos presos por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, deixar os dois irmãos livres é dar ao povo brasileiro a nomenclatura de idiotas e medíocres. Não entendemos o porquê dessa decisão. O que eles causaram ao país com toda essa parafernália; gravações fraudulentas (segundo auditores de Teme), sem autorização da justiça ou PF é no mínimo de se estranhar muito. A justiça é clara para todos, às leis não defendem quem quer que seja, todos os brasileiros são iguais perante a lei. Por quê eles continuam soltos? É mais que notório que as operações financeiras realizadas por eles foi de má intenção. Ou seja, para levar vantagem no mercado financeiro se aproveitando das informações confidenciais, o que é totalmente proibido pela lei.

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados