Buscar

MPF de Minas pede cassação de Fernando Pimentel


Com uma ação eleitoral movida pelo PSDB de Minas em dezembro de 2014, o Ministério Público Federal emitiu um parecer favorável a cassação de Fernando Pimentel (PT).

O TRE rejeitou a prestação de contas da campanha de Pimentel em dezembro de 2014 devido ao limite excedido e além de tudo. estabeleceu uma multa de R$ 50,5 milhões. As contas continuaram a ser rejeitadas em 2016 e a multa foi retirada.

O procurador regional eleitoral, diz que uma mesma pessoa comandou dois canais de arrecadação de campanha. Há uma fusão na prestação de contas do candidato e do comitê financeiro único do PT de Minas Gerais.

Segundo Martins "Candidato e Comitê realizaram contabilidade de conveniência. selecionando os gastos de campanha com os quais cada um arcaria, de forma que, ao final, as contas do candidato saíssem imaculadas.

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados