Buscar

A crise econômica está deixando milhões de desempregados e empresários falidos


A crise econômica pela qual passa o Brasil, vem causando estragos. Hoje, já são mais de 12 milhões de desempregados e esse número deve crescer até junho de 2017. O setor mais atingido no Brasil foi o comércio. Às vendas de final de ano tiveram um decréscimo de 9,8% em todo país. O número de contratações no final do ano passado foi significativamente menor do que em anos anteriores. Mas tem um fator que é muito preocupante, o do pequeno e médio investidor. Em Varginha, por exemplo, abriu-se no ano de 2016, 477 novas empresas e fecharam 452 empresas. Ou seja, ficaram de pé apenas 25 empresas. Isto passa a ser um fator preocupante, pois, quem trabalhou a vida toda e recebeu os acertos trabalhistas para investir em um negócio próprio, vê suas economias irem pelo ralo num espaço muito curto de tempo. A falta de consultoria para se abrir um negócio, trazem esse resultado. O final de tudo isso é um ex-empregado que virou empresário, desempregado. Pois, não tem a empresa e muito menos o trabalho e suas reservas se foram. Para se abrir uma empresa, hoje no Brasil, é bom fazer uma consulta antes de investir. Os números de Varginha, foram fornecidos pela Junta Comercial do Estado de Minas Gerais.