Buscar

Manobras de Renan para fugir da justiça, sem perder o poder


Estando envolvido em vários processos de corrupção e desvio de dinheiro, Renan Calheiros, neste seu final de mandato da Presidência do Senado, lutou a ferro e fogo contra o judiciário. Tentou de todas às formas a aprovação da medida que limita o judiciário (Abuso de Poder). Não tendo sucesso, Renan foi afastado pelo judiciário da Presidência do Senado, devido ao recurso da REDE Sustentabilidade, ter entrado com uma ação que determina, "Réus não podem assumir a Presidência da República", caso haja necessidade, de ser presidente do Brasil. Com suas manobras, o próprio senado não viu com bons olhos a medida do judiciário. Por outro lado, Renan ignorou a justiça e não cumpriu o mandato judicial. Não assinou o comunicado do procurador de justiça. Mais tarde, a mesa do Senado, manteve Renan como presidente, até porque, o PT iria assumir a presidência e não seria bom para o presidente Temer. Uma derrota do judiciário. Renan, botou a boa no trombone e bateu de frente com o STF. Tudo isso, é o medo de ser preso num futuro muito próximo. Agora, na transferência de cargo, pois seu mandato está no fim, Renan, por debaixo do pano, vai negociando cargos na próxima chapa do senado para ficar com a CCJ. Não muito bem visto pelos seus colegas, pois eles sabem que o povo está ligado, e vai pedir a prisão e o afastamento do cargo de Renan Calheiros, não tenham dúvida disso. Então, enxergam que o fim de Renan é o mesmo de Eduardo Cunha. Pode ter certeza!

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados