Buscar

Saques no FGTS podem jogar R$ 30 bilhões no mercado e gerar emprego, diz Michel Temer


Temer, diz que com a permissão de saques no FGTS, irá injetar no mercado cerca de R$ 30 bilhões. Isto deve aquecer o mercado da construção civil e o Comércio. Uma forma de reduzir o desemprego no País.. A medida deve alcançar 10,2 milhões de trabalhadores. Temer diz que esses recursos devem movimentar a economia, sem por em risco o FGTS.

Ele detalhou as restrições impostas para a retirada do fundo, que são válidas para contas inativas até 31/12/2015, quando o empregado deixa um emprego e vai para outro - e explicou que o governo busca flexibilizar o processo "porque o momento que vivemos na economia nos demanda uma recomposição da renda do trabalhador". Anteriormente, os trabalhadores só podiam movimentar a conta se ficasse três anos desempregados. "Cerca de 80% das contas têm pouco mais de um salário mínimo", disse o presidente.

Entre as dez medidas para estimular a economia apresentadas nesta quinta-feira, pelo presidente da República, Michel Temer, está a criação de uma medida provisória para reduzir a taxa de juros cobrada do consumidor e o prazo para o lojista receber o pagamento. O governo espera beneficiar usuários e lojistas, melhorando a eficiência da indústria de cartão de crédito.

Os prazos adotados no Brasil de pagamento do credenciador para o lojista são mais longos que em outros países, e os juros para consumidor são maiores que os cobrados no crédito pessoal.

O governo também determina que as máquinas de cobrança nos estabelecimentos comerciais sejam compatíveis com todas as bandeiras de cartões de crédito, impedindo a exclusividade de emissores e credenciadores.

A medida aumenta a competição no mercado de cartões e beneficia o consumidor, além de reduzir o custo dos lojistas no aluguel das máquinas para diferentes bandeiras. O prazo para implementação é 24 de março de 2017.

35 3221-0556      Varginha - MG
O Debate - 2020 © Todos os direitos reservados